sábado, 15 de julho de 2017

Nota 10 para o 10° UniDiversidade. (2)

7º Espiritualidades – Estética e ethos

O tema ‘estética a serviço da ética’ perpassou as cinco exposições de esculturas, pinturas, fotografias nos corredores dos blocos B e C e sob a grande faixa erguida no espaço dos restaurantes e lojas do Shopping Acadêmico da UNISUL Pedra Branca.

Foto de Morgana Pes
Como veículo animador da vida acadêmica, o 10º UniDiversidade promoveu nos primeiros dias do 7º Espiritualidades a exposição Nosso Corpo, de esculturas com poesias de acadêmicos/as de Naturologia. Já a exposição Nosso ethos pós-moderno de estudantes do 2º ciclo de Publicidade e Propaganda trouxe a visão sobre o jeito de ser – ethos - e expectativas sobre o colega na forma de produção para outdoor.  Foi completada pela exposição Biopolítica- dando rosto aos números, que deu cara a situações humanas e ecológicas reduzidas à frieza das estatísticas.




Assim as produções da antiga sala de aula tiveram como vitrine toda a comunidade acadêmica, visitas e vizinhança que freqüentam a UNISUL Pedra Branca. Essas produções revelam a esperança da Geração Milênio. Professor Jaci, um dos animadores do 7º Espiritualidades, comenta: “é esperançoso constatar que a massa cinzenta crítico-criativa da Geração Y se revela também com sensibilidade solidária e pluralista nas exposições. É uma forma de medir sua espiritualidade na forma de estética.’’ 





Fotos de Bianca Taranti
Emocionante também as exposições fotográficas Conexões Sociais e Ethos Cultural dos acadêmicos de Comunicação Social orientados pelos professores mestres Robertos (Svolenski e Forlin). Elas se inspiraram nos temas de responsabilidade social e direitos socioambientais.  Bianca Taranti, resume sua emoção como aprendiz de fotografia, ao perceber que ainda era forte a autoestima naqueles cidadãos de rua quando insistiram – “você vai me mandar a foto, não vai? Faço questão de voltar e cumprir minha promessa,” concluiu Bianca.



Coincidência ou graça, o 10º UniDiversidade abraçou o evento Junho Verde na UnisulVirtual que trouxe a presença de dois representantes da PROCREP, Moisés e Maria Aparecida, casal representante de recicladores agradecidos pela coleta de papel que ajuda a manter cerca de 30 famílias com reciclagem de resíduos e biodiesel.

Palco livre – Restaurantes universitários do Shopping Acadêmico




Participantes voluntários utilizaram o Palco Livre com execuções de instrumentais e cantorias para animar o final de semestre entre os academicos da UNISUL PEDRA BRANCA no 7º Espiritualidades.








quinta-feira, 13 de julho de 2017

Nota 10 para o 10° Unidiversidade

‘Diálogos Culturais’ estréia sobre África

Foram intensos 20 dias da 10ª versão do UniDiversidade nos campi Unisul Presencial Norte e UnisulVirtual.
Sob a provocação temática do slogan ‘Diferença é riqueza. Desigualdade é miséria’, o debate inaugural foi com o mestre e jornalista Pedro Santos, professor da UNISUL que deu a largada em Diálogos Culturais, sessão permanente de discussões sobre a diferença como riqueza, tematizando a África: educação e culturas.

O sociólogo africano mostrou várias contribuições científicas africanas à humanidade – desde as sabedorias de convivência no deserto às soluções para viagens interplanetárias na NASA por cientistas africanos. As reflexões surpreenderam os presentes.

A íntegra do debate com Santos está editada pela equipe UnisulVirtual no link http://webconferencia.unisul.br/g/174/46ead33922e3464a2a82a38145fdd01728d8bef1-1498163821370. O serviço ocorreu graças aos esforços unidos do Projeto Direitos humanos e Mediações Culturais, do Campus Norte, coordenado pelo Prof. Dr Jaci Rocha Gonçalves, Profa. Dra. Darlene Moraes e Profa. Dra. Danielle Espezim e o Programa “Unisul Mais Cidadania” do campus UnisulVirtual, coordenado pelo Prof. Ms. Carlos Euclides Marques.
Alguns dos participantes da estréia de 
DIÁLOGOS CULTURAIS no 10º UniDiversidade. 

Além de acadêmicos e professores de vários cursos da Unisul, aproveitaram desta temática transversal acadêmicos da Faculdade Municipal de Palhoça que preparam sua extensão em Guiné Bissau, na África, com outras pessoas da comunidade palhocense.






 
Jaci Gonçalves, Arthur Emmanuel Silveira, Pedro Santos e Carlos Euclides Marques (da esquerda para a direita), após a estreia de Diálogos Culturais no 10º UniDiversidade. 


TEXTO: William de Souza Ávila, voluntário Art. 170, acadêmico de Direito.
FOTOS: Alexia Oliveira, acadêmico de Naturologia.
SUPERVISÃO: Jaci Rocha Gonçalves, coordenador do Revitalizando Culturas.